Como lidar com a frustração ao não passar num processo seletivo

Por: Redação Otimiza Benefícios

A frustração ao não passar num processo seletivo…

Quando estamos procurando emprego, um “sim” pode abrir um mundo de possibilidades.

A primeira resposta positiva que recebemos, geralmente após a etapa de envio de currículo, já é suficiente para nos empolgarmos com a ideia de trabalhar naquela empresa, pesquisarmos tudo sobre ela…

Todavia, nos processos seletivos, há sempre mais candidatos que recebem “não” do que aqueles que recebem o tão esperado “sim” – e você pode estar entre os primeiros.

Segundo o professor de Gestão de Pessoas do Institute Business Education da Fundação Getúlio Vargas (IBE-FGV) e coach de carreira, Vagner Sandoval, a frustração vivenciada pelos candidatos após um retorno negativo é completamente normal, mas pode atrapalhar o desempenho nas oportunidades que surgirem no futuro, inclusive alterar seu comportamento em novos processos seletivos.

“O desânimo pode ser totalmente perceptível, seja via comunicação verbal, como palavras desanimadoras e o tom de voz utilizado pelo candidato; seja via comunicação não-verbal, tal como aperto de mão, direção do olhar e expressões corporais”, explica.

A dica é: zere suas emoções negativas, esqueça o que passou e tente se motivar para o próximo processo seletivo!

Nunca chegue lá desanimado…

Para ajudar, veja como enfrentar a frustração e aproveitar o momento como uma experiência que pode contribuir com seu desenvolvimento para o futuro.

 

Como você lida com os “nãos” que recebe na carreira profissional?

A gente recebe “não” toda hora.

Começando pela infância, somos educados na base do “não” e do “sim” e, a partir dessas respostas, criamos aprendizados e discernimentos.

Mas, se desde sempre recebemos “nãos”, por que as negativas da vida profissional são tão devastadoras?

A frustração ao receber um “não” em uma entrevista, ou em várias, é, infelizmente, um sentimento comum entre as pessoas.

E é compreensível: a preocupação com as questões financeiras, no caso de quem está sem renda, agrava a situação e também passamos a questionar nossas próprias habilidades e capacidades como profissional.

Além disso, a sensação de rejeição pode contribuir para o desencadeamento de comportamentos depressivos, estresse, desânimo e, assim, acaba por adiar ainda mais a tão esperada contratação.

Porém, do mesmo modo que criamos a frustração em nós mesmos, temos o poder de mudar a nossa mentalidade sobre o “não” e encará-lo como uma oportunidade de desenvolvimento pessoal e de amadurecimento da carreira.

 

Continue lendo o post de hoje e saiba como lidar com um “não” em processos seletivos!

 

A frustração ao não passar num processo seletivo – Não reaja negativamente

Se você não foi aceito, isso significa apenas que seus perfis profissional e acadêmico não se encaixavam com o que aquela empresa procurava.

Reagir negativamente só irá alimentar mais sua frustração e, dependendo da sua postura, até mesmo fazer com que aquela empresa jamais volte a te considerar para outros processos seletivos.

 

Não leve para o lado pessoal

Processos seletivos são, em geral, isentos de parcialidade — ou seja, não tome aquela rejeição como algo pessoal.

Existem diversos perfis de vagas, assim como diversos perfis de candidatos.

Muitas vezes, o profissional de RH que conduz as entrevistas recebeu um currículo melhor, ou percebeu algum traço em você que não se encaixava bem com a vaga ofertada.

Isso é normal em qualquer processo seletivo e não quer dizer que você seja um mal candidato.

 

Agradeça a oportunidade

Depois de terminado o processo seletivo, não deixe de pelo menos escrever um e-mail ao profissional que conduziu as entrevistas e seleção dos candidatos.

Agradeça a oportunidade de ter participado e reitere seu interesse em trabalhar para aquela empresa no futuro.

Por mais que você vá continuar a procurar outras vagas, isso é uma forma de deixar uma boa impressão na empresa e garantir uma porta aberta em futuros processos seletivos.

 

Não desista de outros processos seletivos

Ter fracassado em um processo seletivo não significa que o mesmo acontecerá em outros.

Existem outras oportunidades de trabalho por aí, inclusive melhores do que a que você acabou de perder — talvez elas sejam inclusive mais adequadas para seu perfil profissional.

É muito comum que outras oportunidades sejam melhores para sua carreira do que as primeiras entrevistas que você fez.

Não é hora de desistir!

 

Aprenda com os erros

Um exercício que todo profissional rejeitado deve tentar fazer é o de aprender com os erros.

Você foi sucinto demais nas entrevistas?

Deixou de completar alguns itens essenciais do currículo?

Causou uma má impressão no momento da dinâmica de grupo? Reflita sobre esses possíveis erros que você pode ter cometido, para fazer diferente no futuro.

 

Prepare-se melhor para a próxima vez

Para a próxima entrevista, prepare-se mais e melhor.

Como fazer isso?

Agora que você já tem mais experiência em processos seletivos, poderá treinar as respostas para perguntas mais comuns, verificar qual tipo de profissional essa nova empresa costuma contratar e editar melhor seu currículo para o futuro.

Por mais difícil que seja lidar com um “não” em processos seletivos, há muito o que aprender com essa experiência.

Que tal colocar essas recomendações em prática para lidar melhor com esse tipo de rejeição?

Fique de olho no nosso Portal! CLIQUE AQUI!