Mercado de startups aposta no crescimento do setor de cibersegurança

Por: Redação Otimiza Benefícios

 

O setor de startups projeta crescer este ano, atraindo inúmeros investidores. Em 2020 já teve mais investimentos do que em 2019. Pequenos empresários devem ficar atentos a demandas criadas por ataques na área de cibersegurança.

No ano passado tivemos que nos isolar dentro de casa e a internet virou a salvação do trabalho e da vida social de muita gente. A mudança teve reflexo direto no mundo das startups.

Quem quer investir na área de tecnologia tem interesse em saber quais são os destaques para 2021.

Para Raphael Augusto, diretor de Inteligência de Mercado da Liga Ventures, as apostas são:

– Área de cibersegurança;

– Atendimento digital a clientes;

– Ferramentas de produtividade que ajudem os empreendedores a serem mais eficientes

“Dentro dessas três áreas, a minha grande aposta é no mercado de segurança”, afirma.

Para enfrentar os ataques de cibersegurança, que em 2020 cresceram 200%, é preciso se defender.

É isso que faz a startup do Vinícius Perallis. Ele tem uma plataforma de educação em segurança da informação para funcionários de empresas.

“A missão é criar uma cultura de proteção de dados, já que 95% dos golpes que visam roubar dados, interromper sistemas, são atacando, enganando pessoas. Nossa missão é educar, conscientizar que todas as pessoas na companhia possam se proteger de golpes cibernéticos”, explica Vinícius.

Para isso, a startup aposta na gamificação, um tipo de jogo com objetivos e recompensas para incentivar os hábitos de segurança dos usuários. 

O software ajuda no setor de pequenas empresas, o mais desprotegido contra ataques cibernéticos.

“O principal tipo de ataque, que dói mais para o pequeno, é o que a gente chama de ‘sequestro digital’, é aquele que ele sequestra os dados da empresa. Geralmente têm notas fiscais, cadastro de clientes, fornecedores e o pequeno geralmente não tem backup”, diz Vinícius.

A  Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD) e a digitalização em massa, por conta do coronavírus, fizeram a demanda por serviços como o do Vinícius aumentar.

O faturamento da startup cresceu e o número de clientes subiu em 306% em 2020.

A previsão para 2021 é de crescimento também, parecida com a do setor de tecnologia, como um todo.

 

 

Esse conteúdo é processo de clippagem, publicado pela Otimiza Benefícios com o intuito de sempre mantê-lo bem informado. Fonte: https://g1.globo.com/  Reportagem: Max Tavares