Transição de carreira

Por: Redação Otimiza Benefícios

 

O que é transição de carreira e para quem se aplica?

Quando planejada, a transição de carreira é um processo que faz parte de uma boa gestão de carreira.

Para dar passos seguros rumo ao sucesso na carreira é preciso que cada escolha faça parte de um plano com objetivos bem definidos.

Contudo, a transição de carreira também poderá ocorrer de forma inesperada.

 

Os casos de transição de carreira são os mais variados. Veja alguns exemplos:

 

– A profissão está deixando de existir: a evolução tecnológica faz com que novas profissão surjam e profissões antigas simplesmente desapareçam. Além disso, as vezes uma profissão não é completamente excluída, mas os avanços tecnológicos fazem com que o trabalho a ser realizado no dia a dia seja totalmente diferente e exija novas habilidades.

– Existe um limite de idade: atletas são um exemplo de profissionais que possuem um limite natural que os impede de seguir na mesma profissão a vida toda. Alguns atletas tornam-se técnicos esportivos, outros empresários.

– Estresse e a falta de tempo na atual profissão: a falta de tempo com a família e o estresse excessivo comum em algumas profissões podem gerar a vontade de realizar uma transição de carreira.

– Demissões em massa e crise em determinados setores: mudanças estruturais no mercado, mesmo que momentâneas e motivadas por crises, podem induzir diversos profissionais a terem que se adaptar a novos contextos e vislumbrar novas atividades.

 

O que mudou e o que ainda vale quando a gente fala em transição de carreira?

É tanta transformação de cenário que parece ultrapassado recomendar a alguém fazer uma transição profissional nos moldes de 5 ou 10 anos atrás.

Até então era sobre investigar o que queria fazer, começar a estudar e trabalhar na nova área em paralelo com a atual para ganhar experiência e/ou clientela, guardar um dinheiro para mudar com tranquilidade e se lançar no novo mercado.

Essa lógica ainda vale?

Sim, em parte.

Encontrar-se, treinar, estudar, se preparar financeiramente e ter coragem de mudar continua a ser a sequência óbvia e eficiente para mudança de área.

Mas, se quiser embarcar numa mudança agora, de 2021 em diante, vai precisar de mais.

Agregue à “receita” anterior pelo menos esses quatro aspectos:

1 – Agilidade

2- Flexibilidade

3 – Trabalho de marca pessoal

4 – Mais contato com tecnologia

 

O momento para começar uma nova carreira

 

Qual o motivo da mudança?

Foi forçada ou foi uma escolha própria?

Se foi uma transição forçada: o que gerou?

Se foi por conta própria: o que gerou a sua insatisfação na carreira anterior para lhe motivar a mudar a sua vida profissional?

Independentemente do motivo que o faz passar por uma transição de carreira, é preciso saber o que o fez chegar até ele.

Se a sua profissão anterior foi/será extinta, por exemplo, é preciso saber quais outras habilidades podem ser desenvolvidas para uma nova carreira.

Agora, se você deseja continuar a atuar na mesma área, deve pensar o que fazer e como melhorar a sua carreira para não cair na mesma situação anterior.

 

É hora de fazer uma transição de carreira?

Está insatisfeito com a sua carreira ou desempenha uma função que tem perigo de ser extinta em um certo período de tempo?

Então talvez essa seja a hora de você começar a pensar em uma transição de carreira.

Pesquise com calma e busque sempre qualificação, assim, estará mais preparado para as próximas etapas.

 

Separamos oito dicas indispensáveis para quem está procurando fazer uma mudança na carreira:

 

1 – Autoconhecimento

Não se vai muito longe em uma mudança profissional se não dedicar um bom tempo e energia para o autoconhecimento.

Em um momento de transição de carreira é importante ter em mente quais são suas competências, características, habilidades, comportamentos e personalidade.

Mais do que isso, é indispensável saber o que te faz feliz e que tipo de pessoa você se orgulha de ser.

Depois de mergulhar nessa fase de autodescoberta descubra como você pode usar cada uma dessas informações em sua vida profissional.

A sua mudança de carreira deve estar alinhada ao seu propósito de vida e aos seus valores

 

2 – Planejamento

A segunda dica é desenhar um planejamento de carreira.

Saber o que deseja para a vida profissional pode parecer uma pergunta intimidadora, principalmente por que escolhemos nossa profissão muito cedo.

Mas uma vez que decidimos pela transição precisamos estar preparados.

Fazer uma reserva financeira deve ser uma de suas prioridades, uma vez que optando por começar de novo você certamente sofrerá um downgrade de cargo e salário.

O tempo será um dos maiores desafios, já que a transformação não será de um dia para o outro.

O profissional também precisa se preparar para investir em capacitação e aprimoramento de suas habilidades.

 

3 – Mercado de trabalho

Antes de bater o martelo sobre a mudança é importante observar o mercado de trabalho e o cenário econômico como um todo.

A transição de carreira acontecerá de maneira mais suave quando o mercado estiver aquecido e a demanda por profissionais crescer.

É claro que é impossível controlar cada detalhe, mas ficar atento a um timing mais favorável é uma maneira de aumentar suas chances de sucesso.

 

4 – Amplie suas chances

Ter uma poderosa e ativa rede de networking talvez seja a dica mais importante desse artigo.

Manter o networking aquecido, sem dúvida, é a melhor maneira de encontrar uma nova colocação no mercado e, portanto, é também a maneira mais fácil de criar pontes para a nova carreira.

Comece contatando as pessoas mais próximas, amigos e colegas, pessoas com quem trabalhou no passado e até profissionais que já cruzaram a linha de chegada dessa transição profissional.

A primeira camada da sua rede precisa saber quais são suas novas aspirações.

Intensificar atividades nas redes sociais é o segundo passo.

 

5 – Que seja para melhor

Se é para mudar que seja para melhor.

Não me refiro apenas a potencialidade de carreira e ganhos financeiros.

A sua transição deve lhe trazer mais felicidade.

Essa pode ser uma medida subjetiva de sucesso, mas qualidade de vida, sucesso e satisfação são fatores pessoais e cada um deve conhecer o seu.

Certifique-se de que você está fazendo uma mudança para melhor e já que essa transformação é uma decisão pessoal.

Aproveite para adicionar mais equilibro em sua vida.

 

6 – Comemore as pequenas vitórias

Para mudar de carreira, o primeiro passo é escolher qual será a nova ocupação e se dedicar a investir em conhecimento técnico e requisitos para esse novo cargo.

Como a transição é lenta, o profissional pode planejar a mudança em etapas e, tão importante quando ter foco e mirar alto, é comemorar os pequenos passos e ser grato por cada conquista, por menor que seja.

Despois de decidir sobre a nova direção, fracione as ações em passos menores.

Essa é uma maneira muito inteligente de ver a mudança acontecendo mesmo antes da transição completa ocorrer.

 

7 – Certeza x Frustração

É fato que mesmo com tudo planejado algumas coisas vão dar errado e não vão acontecer na mesma medida de sua expectativa.

Portanto, tenha convicção sobre sua decisão, mantenha o foco e aprenda lidar com a frustração, não desista só porque obstáculos apareceram no meio do caminho.

Quanto maior for sua segurança sobre a decisão que tomou, mais motivado você estará para continuar tentando mesmo diante de toda adversidade que possa surgir

 

8 – Nunca é tarde

Não importa quantos anos você tem, quantas vezes você recomeçou, quantos anos está na mesma área.

Uma vez que a sua felicidade esteja em outro lugar não tenha medo de ir encontrá-la.

Nunca é tarde! A zona de conforto é uma armadilha, uma ilusão.

Para crescer na carreira, ou para ser feliz, precisamos de um relativo estado de desconforto.

Portanto, estar insatisfeito com a vida profissional talvez seja o seu gatilho para buscar a mudança e, finalmente, conquistar o que deseja.

 

Fique de olho no nosso Portal! CLIQUE AQUI!